domingo, maio 22, 2011

Palocci again

Casagrande e Senzala no Século XXI


Velha Nova Esperança, Aracruz: a ditadura esta voltando?

O bairro "Nova Esperança ", em Aracruz, parece até uma ironia esse nome, foi palco de uma politica que esta se tornando frequente por parte do Estado, a do ataque e destruição de residências em areas ocupadas de dominio publico. 1.600 moradores ali viviam, construiram suas casas com lajotas e cimento, portas e janelas e tudo perderam. O municipio invoca o fato que eles construirão no lugar 200 casas do programa "minha casa minha vida" [quem disse que a casa representa a vida?], mas, mesmo assim, não garante que as familias que ali estavam poderão ter acesso às mesmas, pois depende, entre outras coisas, se elas moram no municipio ha mais de 5.
Como em nossos tempos com um governo que se diz preocupado com as questões sociais pode-se cometer tamanha violência em todos os sentidos da palavra contra seres humanos que se encontram com a familia na rua, sem nada? como podem o Estado, e a prefeitura de Aracruz demolirem um lugar de moradia, jogarem 1.600 pessoas nas ruas sem nenhuma proposta imediata de realoja-las? Dizem que simplesmente irão juntar a mobilia encontrada nas casas e coloca-las numeradas em um deposito para que as familias peguem o que sobrou dessa afronta à dignidade...
Baseados na " ilegalidade " da ocupação não vêem a legitimidade da auto-construção, a falta de meios e alternativa levam as pessoas a construirem onde podem. O municipio por meio de seu prefeito apoiado por um juiz e uma policia de classe, manifesta uma falta de respeito ao direito à moradia e à função social da propriedade que estão grafados na Constituição brasileira e estadual e no Estatuto da Cidade. Ele deveria e poderia é legalizar e estruturar o bairro, como permite a legislação, estar proximo das pessoas para honrar a função que ocupa que é publica e revocavel.
De fato em varios lugares, como ja se noticiou aqui no blog Direito à cidade, se esta tendo esse tipo de enfrentamento (em Serra, em Vitoria, em Cariacica e outros municipios). Estaremos, então assistindo a uma nova ofensiva contra as classes dominadas? estaremos em presença de uma apropriação de estoques de terra para a especulação imobiliaria? Estamos assistindo a um novo ciclo no ES de expansão econômica industrial-portuaria que organiza o espaço para uma expropriação maxima e dos recursos e das forças sociais?
Estamos, penso, assistindo a movimentos de população que tem haver com os projetos de expansão industrial devastadores e que não pensam nunca no acolhimento da força de trabalho menos qualificada que de uma maneira ou de outra lhes ira servir nos trabalhos mais ingratos e mais mal remunerados. Como sempre se reproduz a dominação social  e a extração da mais-valia por meio do achatamento salarial  o que se reflete na re-produção dos trabalhadores como eles podem, morando do jeito que conseguem com o salario que ganharão.  Numa economia "flexivel" e de concorrência, as empresas se lavam as mãos esperando afluir os trabalhadores pobres. Mas nem isso se quer deixar, nem morar em condições dificeis se permite, pois a logica local-regional dos conflitos de interesses é contraditoria.
Estamos vivendo um periodo semelhante aos anos de chumbo da ditadura, mas sob uma casca de uma democracia déspota, oligarquica, um Estado de farça social permanente...
Mas, que os poderes constituidos não se enganem escuta-se ao longe os rumores das revoltas nos canteiros de grandes obras de infraestrutura do Norte e Nordeste, as lutas sociais escapam dos aparelhos sindicais e os tempos das revoluções parecem, mais uma vez, ecoar ao longe, diante de tanta estupidez, violência, imbecilização, ganância e expropriação do patrimônio coletivo a nivel mundial , nacional e local(vejam os povos arabes, as greves e mobilizações na Europa e  nos Estados Unidos, na Africa e na Asia)
Atenção Casagrande que a Senzala esta se revoltando e nenhum Anchieta conseguira salvar a você e seu governo e nem o governo de Aracruz, municipio das corrupções e dos escândalos de desvio de dinheiro que deveriam ir para o bem estar dos ciadadãos.

Claudio Zanotelli
.Professor do Departamento de Geografia-UFES

Entenda o caso:
http://gazetaonline.globo.com/_conteudo/2011/05/noticias/tv_gazeta/jornalismo/estv/estv_1_edicao_norte/854874-policiais-militares-dao-inicio-a-desocupacao-de-area-irregular-em-barra-do-riacho.html


Texto extraído do blog http://cidadecomodireito.blogspot.coml

segunda-feira, maio 16, 2011

Charge para o novo Código Florestal

Giro em Guarapa

Na última semana o tempo foi meio corrido e as atualizações ficaram um pouco complicadas devido a um trabalho. Entretanto, sempre que posso arrumo algum material para postar aqui.
No último final de semana estive em a trabalho em Guarapari, que um dia foi conhecida como "Cidade Saúde". Infelizmente, esse título não pode mais ser aplicado a cidade em virtude da deterioração da saúde do meio ambiente local e por tabela de seus moradores. É claro que a saúde dos políticos locais vai muito bem.
Ao chegar na cidade, eu e o valoroso Cajaíba paramos num supermercado para comprar pilha e tomar um café e nos deparamos com uma formidável boca livre no estabelecimento.
Passado o festival "gastronômico-proletário", nos dirigimos para um bairro chamado Concha D"ostra (não conhecia) onde está o foco do trabalho. Eis algumas imagens do local;
O lugar fica próximo a uma Reserva de Desenvolvimento Sustentável e apresenta algumas paisagens bucólicas. Apesar disso, o local enfrenta um processo recente de invasão com um surgimento de uma malha urbana sem o mínimo de planejamento. Mesmo assim ainda dá para pescar e comer um bom peixe frito.
Tem até recados do coração para os cachaceiros de plantão  que frequentam o bar do Léo.

domingo, maio 08, 2011

Maconhas Day

Aproveitando a charge destaco a "Marcha da Maconha" realizada nesta sábado em Vitória. Para variar o percurso teve início na Ufes, em Goiabeiras - acho que alguns conhecidos devem ter aparecidos.
E como de costume a "poliçada" foi acompanhando a rapaziada, no caso de alguém querer invocar o capitão presença durante o percurso.

quinta-feira, maio 05, 2011

Fora on line

Site cobra até US$ 50 para terminar namoro, noivado ou casamento

O site dos covardes chama-se iDump4U e cobra US$ 10, US$ 25 e US$ 50 por seus serviços. Os preços referem-se, respectivamente, a ligações para realizar o término de um relacionamento “básico”, o final de um noivado e um divórcio – note que, quanto mais séria a relação, mais caro o valor cobrado. Justo. “Terminamos para aqueles que não conseguem . É um trabalho sujo, mas alguém tem de fazê-lo”, afirmou Bradley Laborman, fundador da empresa, ao “Huffington Post”.

O interessado no serviço deve preencher um cadastro com seu nome, endereço de e-mail, telefone e motivos pelos quais quer o final do relacionamento, além do nome e telefone daquele que receberá a (má?) notícia. Para certificar-se que existe uma relação amorosa entre as duas pessoas, Laborman torna-se temporariamente amigo de seus clientes no Facebook – fique atento, caso seu parceiro/a acrescente alguém com esse nome!

As ligações – todas em inglês — são gravadas e algumas delas vão parar no canal da empresa no YouTube, sem o sobrenome das pessoas envolvidas. As vozes das “vítimas” também são distorcidas para que elas não possam ser identificadas. Ouvir o conteúdo é constrangedor e Laborman admite que há poucas chances de os casais voltarem depois que seu serviço foi utilizado.
Fonte: FNDC

O homem de muitas mortes

Depois da novela que se tornou a notícia da morte de Osama bin Laden. Número impreciso de mortos, se estava ou não com arma, se o Paquistão, onde está o corpo, porque não tem foto, enfim os EUA  dessa vez criaram um mártir no mundo islâmico e vão continuar com medo dele.

Coisas que sou obrigado a ler


Sarney diz que mídia enfraquece o poder dos partidos políticos

Por Gabriela Guerreiro

Em seminário do PMDB que discutiu nesta quinta-feira estratégias de comunicação política, o senador José Sarney (PMDB-AP) disse que a mídia enfraquece os poderes dos partidos políticos no Brasil. Segundo Sarney, os políticos precisam criar mecanismos para que não percam sua "legitimidade" diante da atuação da imprensa.
"O Congresso depois de um mês, dois, três, começa a ser contestado. Os deputados não sabem porque foram eleitos e o eleitor não sabe mais que elegeu o deputado. A partir daí, a mídia e seus instrumentos entram e dizem: não, nós passamos a representar o povo. Esse é o grande desafio do mundo atual, da classe política."
Sarney disse que todos os políticos se queixam da imprensa, mas precisam fazer a "sua parte" ao defender que a liberdade de expressão sirva à democracia sem "desvirtuá-la".
Apesar das críticas, Sarney disse ser contrário a instrumentos de controle da imprensa brasileira. "Até o tempo corrige os equívocos que a mídia corrige. Talvez eu tenha sido o presidente mais criticado da história do Brasil, mas nunca ninguém viu da minha parte nenhuma reação violenta contra isso."
O peemedebista afirmou que a imprensa, as ONGs e a própria sociedade civil tiram "nacos" da atividade política --o que enfraquece os partidos e o Congresso.
"Nós precisamos disputar esse espaço de saber quem representa a opinião pública", afirmou.
O PMDB organizou seminário para discutir novas estratégias de mídia com a presença de marqueteiros americanos responsáveis pela campanha de Barack Obama à presidência dos Estados Unidos.
O vice-presidente Michel Temer disse que os peemedebistas precisam melhorar sua estratégia de comunicação para que a sociedade conheça as ações do partido.
"Quando você realiza as coisas e não consegue transmiti-la ao grande público, a imagem geral que se tem do partido muitas vezes é negativa. O que o partido faz não chega ao grande público", afirmou.
Para o governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), os políticos precisam interagir com a sociedade para que sua representação não "caduque". "O nosso problema é como o PMDB, o maior partido do Brasil, dialoga com a sociedade. Cada vez mais a sociedade demanda informações que a mídia tradicional não é capaz de atender."
Fonte: FNDC

Mas logo o Sarna falando isso! Não é a família dele (na realidade é ele mesmo!) que é dona de várias rádios, jornais e TVs (parceiras da Rede Globo) no Maranhão? Não foi no governo dele que houve aquela farra de concessões de rádio e TV para políticos e amigos mais chegados? Bom, se ele acha  mesmo que enfraquece o poder dos partidos, bem que ele e a família poderiam se desfazer de império de radiodifusão que existe no Maranhão, também conhecido como Sarneylândia.

quarta-feira, maio 04, 2011

Futebol podridão clube S.A.


Clube dos 13 notifica RedeTV! que contrato a ser seguido será o da Globo

Por Alexandre Sinato

A Rede TV! sofreu uma dura derrota na briga pelos direitos de transmissão do Brasileiro a partir de 2012. Após reunião em São Paulo nesta terça-feira, o Clube dos 13 informou que o contrato firmado com a Rede TV! não tem valor. Assim, os clubes seguirão os acordos que assinaram individualmente com a Globo. Na última segunda, o C13 comunicou a RedeTV!, emissora ganhadora do processo de licitação em março passado.

Na saída do encontro na capital paulista, os dirigentes dos clubes falaram em acerto de contas com o C13. No entanto, negaram a versão de que a entidade presidida por Fábio Koff estaria encerrando suas atividades. Isso deve ficar para os próximos meses.

"Será feita uma auditoria no Clube dos 13 para saber quais clubes têm débito e quais têm crédito com a entidade. O Palmeiras, por exemplo, tem crédito a receber. E os que devem precisarão fazer uma conta de conciliação", afirmou Arnaldo Tirone, presidente palmeirense.

"Um grupo de quatro clubes vai fazer o levantamento financeiro do Clube dos 13, juntamente com o departamento financeiro da entidade. Esses clubes são Vitória, Atlético-MG, Corinthians e Vasco", afirmou Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro, presidente do Santos. A expectativa é que o balanço fique pronto dentro de 20 dias.

Um dos protagonistas da rebelião dos clubes contra o poder centralizador do C13 na negociação dos direitos de TV, Andrés Sanchez deixou a reunião pregando união a favor da continuidade da entidade nesse primeiro momento. O presidente corintiano exerceu papel de mediador na conversa desta terça-feira.

"O Andrés teve papel muito importante na reunião, pedindo respeito e união dos clubes a favor do Fábio Koff", disse Patrícia Amorim, presidente do Flamengo.

A disputa pelos direitos de transmissão da Série A para os próximos anos se arrasta já por alguns meses. A batalha começou quando clubes dissidentes peitaram o C13 ao alegar intransigência a respeito da negociação em separado de cada agremiação com as emissoras interessadas.

Até a última semana, quando debateu a questão em audiência pública no Senado em Brasília, o Clube dos 13 argumentava que a Globo feria a regulamentação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) contra o direito de preferência nas negociações.

Depois da definição da RedeTV! como ganhadora da licitação do C13, a Globo passou a acertar individualmente contrato com os clubes da elite do Brasileirão. A única pendência de negociação é o Atlético-MG, um dos alicerces da resistência do C13. Na reunião desta terça, o presidente do clube mineiro voltou a admitir um acordo com a emissora carioca, mas reforçou que não pretende participar da conversa.

"O processo todo já está comprometido. Agora deve engolir o sapo da melhor maneira possível. Estão querendo acabar com a única instituição que representa os clubes no Brasil", afirmou Alexandre Kalil, presidente do Atlético-MG. "Vamos conversar com a Globo, mas eu não sento na mesa. Teremos um grupo designado para isso", emendou o cartola.

Na última semana, na audiência pública em Brasília, o Cade se manifestou a favor da Globo. Na ocasião, Fernando Furlan, presidente do órgão, se eximiu da responsabilidade de regulamentar o mercado e deu a entender que não deve interceder a favor do Clube dos 13 e da RedeTV!.
Fonte: FNDC

Bom, depois de ter feito papel de idiota nessa história,  a Rede TV! Poderia fazer um “Arquivo Confidencial” no Superpop para ver se consegue pelo menos um pouco de audiência e tira algum proveito.

A fé remove montanhas ra, rai, ri, ri...


SBT venderá horários para igrejas

Por André Mermelstein e Rubens Glasberg

O SBT, que até agora resistia à tentação de locar seus horários para as igrejas evangélicas, abrirá espaço para as pregações em suas madrugadas.

Segundo fonte graduada da emissora, o SBT resistiu até onde pôde, mas na situação atual estas receitas da venda de horário serão importantes para o equilíbrio econômico da empresa. O SBT está em negociação com as igrejas e deve começar as transmissões muito em breve, diz a fonte.

Venda de ativos
Por outro lado, segundo fontes do mercado financeiro, para reduzir eventuais pressões de caixa causadas pelos custos da dívida, o Grupo Silvio Santos já está providenciando a venda de ativos. O que se comenta é que o Bradesco foi escolhido para oferecer ao mercado as mais de cem lojas do Baú da Felicidade. A expectativa é de conseguir um valor entre R$ 80 milhões e R$ 100 milhões. A operação já estaria em andamento.
Fonte: FNDC

Enfim, caiu o último foco de resistência aos programas evangélicos. Silvio Santos ( que é judeu) resistiu o quanto pode, mas  a tentação (ai como era grande), o poder do vil metal e a proximidade de uma bancarrota, levam-no a colocar o SBT no rol das TVs que alugam espaço para pastores, bispos e cia. Sobre isso, somente tenho a dizer uma coisa: Ma, Oe, quem tem dinheiro!

terça-feira, maio 03, 2011

Mais uma da terra da liberdade

Obama suspende de “pool” de imprensa repórter que gravou vídeo em evento de angariação de fundos

Por Summer Harlow/NM

Apenas um dia após o presidente Barack Obama se reunir com o fundador do Facebook Mark Zuckerberg e elogiar os meios de comunicação digitais, a Casa Branca suspendeu o credenciamento de uma repórter que usou seu celular para gravar um protesto em um evento de angariação de fundos para Obama, segundo o San Francisco Chronicle. A Casa Branca chegou até a ameaçar excluir o San Francisco Chronicle de todos os eventos com cobertura coletiva de imprensa na modalidade “pool”, acrescentou o próprio jornal.

A repórter de política do Chronicle Carla Marinucci havia sido convidada a fazer parte do “pool” de imprensa para cobertura de um evento de Obama em 21 de abril. Os jornalistas de um “pool” cobrem um evento para todos os outros veículos credenciados que não podem assistir.

Embora Marinucci fizesse parte de um “pool” apenas para veículos impressos, as orientações da Casa Branca especificaram que os jornalistas poderiam tirar fotos e gravar vídeos, contanto que esse material fosse disponibilizado ao restante da imprensa, explicou o Chronicle. O vídeo de Marinucci foi publicado como parte de sua matéria online e posteriormente incluído em um blog do jornal, mas somente após ela já ter enviado sua nota escrita para o pool de imprensa. A Casa Branca não comentou a decisão da repórter.

Parafraseando o editor Ward Bushee, o Chronicle disse que “em uma era em que todos os veículos noticiosos usam plataforma multimídia, a Casa Branca deveria reexaminar suas orientações que separam impressos e vídeo, pois, caso contrário, ela acaba proibindo jornalistas de cobrir eventos que não-jornalistas são livres para cobrir”.

Além disso, Bushee disse que a suspensão de Marinucci e a ameaça ao jornal são incongruentes com a afirmação da administração de Obama de que pretende ser mais aberta e transparente do que as anteriores.

Em outro artigo, publicado na tarde da quinta-feira, 28 de abril, o Chronicle afirmou que a Casa Branca poderia estar "reconsiderando" a suspensão da repórter.
Fonte: Knight Center for Journalism int the Americas

segunda-feira, maio 02, 2011

Rua Sette

Osama is death

1º de maio autogestinário

Este ano, o chamado “dia do trabalhador” caiu num domingo e, portanto, aquele feriadão gostoso ficou para 2012, já que não dá para enforcar, emendar ou inventar qualquer motivo para ir a compromissos - diga-se trabalho, reunião ou alguma coisa chata.
Pois bem, todo 1º de maio que se preze tem alguma manifestação para lembrar o quão canhestra é a realidade do trabalhador e o mundo cão em que nos inserimos. Competição, individualismo, desvalorização, falta de respeito, materialismo, enfim aquilo que rege a nossa sociedade e que mata o ser humano aos poucos.
E onde estão as manifestações? Em Vitória (quiçá em todo ES) estão concentração num único lugar: praia de Camburi, na festa da CUT. Antigamente o evento era feito no centro de Vitória, mas com o passar dos anos foi migrando para a praia. Fui a algumas edições, mas este ano, após ver a programação, desisti de imediato! Cantores sertanejos, gospel e de axé (capixabas é claro!) foram escalados para “animar” a festa e mostrar o quanto o trabalhador é explorado e a importância da luta pelos seus direitos. É na base de música gospel que a CUT quer comemorar e conscientizar os trabalhadores. Sinceramente, quando vi a programação, fiquei depressivo e resolvi buscar alternativas.
Como não existe eventos similares da Força Sindical, CGT, CCS e qualquer outro tipo de confederação (o que também não fugiria muito da proposta da CUT), a única alternativa é o 1º de Maio Autogestionário.

O 1º de Maio Autogestionário é o evento feito pelo movimento anarcopunk da Grande Vitória e já vem sendo feito há pelo menos uns oito anos, no Parque Moscoso, no centro de Vitória. Tem de tudo um pouco: exposição de fotos, vídeos, panfletos, fanzines e todo tipo de pessoal alternativo que aparecer.
Esse ano, o evento contou com a presença de representantes de comunidades quilombolas do norte do ES – levaram produtos agrícolas e comidas típicas - e de integrantes do Movimento dos Pequenos Produtores Agrícolas. Não faltaram manifestações contra os grandes projetos agrícolas do ES, uso de agrotóxico e as condições de vida no campo.
Não há um roteiro ou organização formal. Algumas bandas tocam na concha acústica, quem quiser pode ir ao microfone e falar e assim vai transcorrendo o evento. Tudo é feito na colaboração, apenas com contribuições. 


Confesso que hoje chego a conclusão de que esse tipo de manifestação  é que ainda me dá  esperança de organização da classe trabalhadora para  algum tipo de luta.